#35

35

Nesses cinquenta anos, a gente sempre esteve a uma ou duas mesas de distância. Foi assim desde o começo do casamento. Ou melhor, do tratado: dividimos tudo. Cada um tem seu lado da mesa, da cama, da garagem, da sala, da varanda, da casa. Da política. E de todo o resto. Lembro bem daquele dia que
eu acordei.
Você acordou.
E o acordo tava feito.
A partir daí, os vincos do taco, da toalha, do lençol, da cortina, do azulejo, determinavam até onde iam os vínculos. Eram trópicos, paralelos como nossas vidas. Coordenadas que demarcavam os territórios de cada um. Até no perfume tinha que maneirar pra não colonizar minha atenção.
Eu nunca desrespeitei essas linhas imaginárias. Você, muito menos. Mas acho que hoje
a gente
podia
se invadir.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s